Brasil   Ingles

CRER INAUGURA OFICINA ORTOPÉDICA


Publicado no jornal Diário da Manhã - 27/09/2013


A presidente da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Valéria Perillo, inaugurou, quarta-feira (25), a nova oficina ortopédica do Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer).

A inauguração marcou a comemoração dos 11 anos de atividades do Centro e contou com a participação do secretário da Saúde, Antônio Faleiros, do superintendente executivo do Crer, Sérgio Daher, do coordenador-geral da OVG, Afrêni Gonçalves, do secretário da Fazenda, José Taveira e de representantes do Fórum Empresarial.

O evento ocorreu após missa em ação de graças, celebrada pelo arcebispo emérito de Goiânia e diretor-presidente da Associação Goiana de Integralização e Reabilitação (Agir), gestora da unidade, Dom Antônio Ribeiro de Oliveira.

Durante a celebração, o arcebispo disse que o Centro “é um exemplo de caridade e amor ao próximo”. Para Valéria Perillo, idealizadora do Crer na primeira gestão de Marconi Perillo, a instituição é uma referência nacional graças ao trabalho dos profissionais. “Se hoje o Crer é uma referência, é porque há toda uma equipe valorosa comprometida com este projeto”. A primeira dama falou ainda sobre a importância da participação da sociedade nas atividades do Centro. “Hoje o Crer tem amigos que colaboram e voluntários que ajudam a instituição a realizar seu trabalho cada vez melhor.”

O Crer desde 25 de setembro de 2002 - data do início das atividades- o Crer já realizou mais de oito milhões de procedimentos e mais de 272 mil pessoas foram atendidas. Em média, 1.837 pacientes são atendidos diariamente, exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Foram 58 mil próteses e órteses confeccionadas pela oficina ortopédica nesses 11 anos de funcionamento. Em maio deste ano, uma portaria do Ministério da Saúde habilitou o Crer a atuar na reabilitação das quatro modalidades de deficiências: física, auditiva, visual e intelectual. Além do Crer, apenas outras três unidades foram habilitadas, sediadas na Bahia, Minas Gerais e Paraíba. Com isso, o Hospital, que tinha como foco as pessoas com deficiências física e auditiva, agora também dedica atendimento especializado às pessoas com deficiências visual e intelectual, todos os serviços 100% feitos pelo SUS.


Veículo de Comunicação: JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ